Clique para ampliar !!!Terapia: do grego Therapeía (dar assistência, cuidar)

Massoterapia: dar assistência (cuidar) através da massagem.

O termo Massoterapia vem sendo utilizado a partir da década de 90 no Brasil, definindo aquele profissional (massoterapeuta) que tem a massagem como instrumento para um encaminhamento terapêutico.
Tem por objetivos: a manutenção da saúde, a prevenção de desequilíbrios e o auxílio para tratamentos.


MASSAGEM ORIENTAL

Clique para ampliar !!!A massagem oriental desenvolveu-se principalmente na civilização ancestral da China, e é uma das vertentes da Tradicional Medicina Chinesa (desde 2.800 a.C.), que por sua vez é uma das práticas do Taoísmo, que tem conceitos escritos desde 5.500 a.C.

Clique para ampliar !!!Com toques e manipulações sobre trajetos (meridianos) e pontos específicos, busca-se a regulação da energia (QI - sopro da vida) através da regulação das forças YIN/YANG no organismo, promovendo um efeito fortalecedor das suas defesas naturais.

Clique para ampliar !!!Clique para ampliar !!!Clique para ampliar !!!

Nas várias regiões da China e posteriormente do Japão foram desenvolvidas particularidades técnicas dentro da estrutura da massagem oriental, as mais difundidas no ocidente são o An-Mo, Tui-Na, Shiatsu e o Do-In.


MASSAGEM OCIDENTAL

No Ocidente a massagem já era praticada pelos egípcios e persas, e posteriormente pelos gregos e romanos, principalmente na área de preparação desportiva e tratamentos físicos.
Mas foi no final do século XIX que o Dr. Henry Pahr Ling introduziu a massagem como recurso terapêutico na comunidade médica, o que definiu-se nos tempos atuais como massagem ocidental ou massagem sueca. Os princípios básicos são: a reabilitação dos sistemas ósseo, articular e muscular e a estimulação dos sistemas circulatório e linfático.
A partir desses princípios, no século XX, houve um aprimoramento de técnicas, desenvolvendo o conceito de reorganização das estruturas físicas e a sua relação com o aspecto psíquico. Tecnicamente foram valorizados o toque no tecido conjuntivo, a atuação no sistema nervoso (relaxamento) e a consciência do corpo e movimento.



A quem se destina


A todos os interessados, pois não há restrição de idade ou situação clínica para o atendimento em massagem, pois trabalha-se nos limites de suportabilidade e assimilação da pessoa. Assim atendemos crianças, adultos, idosos e gestantes, além da atuação complementar de tratamentos médicos e psicológicos.

Hoje em dia, o massoterapeuta é procurado por pessoas com dores, desarranjos posturais, disfunções energéticas e fisiológicas, desequilíbrio nos sentimentos, e também por pessoas com a intenção de auto-conhecimento e ação profilática (preservação da saúde).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique para ampliar !!!

Clique para ampliar !!!

Clique para ampliar !!!


MASSAGEM ORIENTAL E OCIDENTAL - MÉTODO ESCOLA AMOR
Fusão das técnicas orientais com a liberação miofascial,
alongamento e organização postural

Clique para ampliar !!!Frente a esta habilidade tão antiga e diversificada da massagem, inerente à comunidade humana, não acreditamos que uma técnica específica possa abranger e determinar a massoterapia, monopolizando-a. Preferimos crer que um sistema com fundamentação técnico-filosófica clara, pesquisa e resultados obtidos, e assimilação sócio-cultural do seu exercício, possa embasar um método no amplo universo da massoterapia e estar a disposição da comunidade.

Clique para ampliar !!!Desta forma, o usuário pode recorrer à massoterapia como recurso da área de saúde e optar por uma técnica, sistema ou método da sua preferência.
A Escola Amor, que vem atuando desde 1983 através de pesquisa, atendimentos e cursos, elaborou um método de massoterapia que integra os princípios orientais do Taoísmo e da Medicina Tradicional Chinesa, com os princípios ocidentais contemporâneos da visão global (holística) do ser humano e da interdisciplinaridade.

Clique para ampliar !!!As técnicas utilizadas não são aleatórias, mas uma composição de recursos constituindo um corpo terapêutico sólido, que possa dar assistência ao usuário nos aspectos físico (o universo corporal individual), anímico (o universo dos sentimentos e relação com o exterior) e energético (universo interior essencial e consciência macrocósmica). A base para a composição dos recursos técnicos é a constatação da atuação do toque nos níveis: ósseo-articular; muscular-tecido conjuntivo; da pele; da camada subcutânea (meridianos) e da camada extra-física (campo eletro-magnético).

Clique para ampliar !!!Concomitante aos princípios técnico-filosóficos e dos recursos técnicos, o método enfatiza a terapêutica do toque, ou seja, diálogo tátil inerente ao evento da massagem, que transita entre dor e prazer, conforto e estranhamento, relaxamento e excitabilidade,etc. O desenvolvimento da sensibilidade na linguagem tátil é premissa para a aplicação das técnicas e o desenvolvimento do processo terapêutico.

Clique para ampliar !!!Utilizamos como instrumentos as mãos, óleos, cremes, pomadas, tinturas, banhos locais e plantas medicinais (fitoterapia), além da educação somática (orientação postural e de hábitos cotidianos).


PROCESSO TERAPÊUTICO E SUAS APLICAÇÕES

A somatização (soma = corpo) é o processo de expressão do organismo, e nos sinaliza as direções a serem trabalhadas, assim procuramos nos aproximar das origens dos desequilíbrios, para que o organismo possa estar se reprogramando de acordo com as nossas necessidades atuais.

Ao longo das sessões, observamos as reações do massageado, que podem ir do prazer à dor, do conforto ao estranhamento, do relaxamento à excitabilidade, etc. Assim priorizamos na massagem, regiões, pontos e sistemas que se façam mais presentes, ou seja, cada sessão enfatiza um tema, mas sempre com a visão da interelação da parte com o todo orgânico.

A massagem atua num aspecto terapêutico, ou seja, trabalhando nos elementos em desarmonia, e num aspecto preventivo, que é o de fortalecer e manter o fluxo potencial do organismo. Procuramos não nos fixar em um ou outro aspecto, evitando de um lado a simples remediação de um processo em desarranjo, e de outro o desprezo a um sintoma que se faça presente. Percebemos que um ciclo interativo vai se estabelecendo entre ambos aspectos ao longo do processo terapêutico, onde o remediar e o prevenir se fundem no tratar, no cuidar, no "dar assistência a", significado das raízes da palavra terapia.